Este é um blogue deslumbrado. Pelas cores, pelas texturas, pelas formas, pelos recortes, pelos pequenos tesouros. Tão deslumbrado que tem uma voz. Pode ser a voz das cores.

18/03/2019

A Fogueira das Vaidades é que é

- Estou para aqui toda caída. Pobre de mim e não sei quê.

 - Ouve, tu levanta-te! Olha eu, que bem estou. Fiz os rolos, aqueles que estavam em promoção. Que tal o efeito flamejante?

 - Blá blá, vocês é só conversas. Falta-vos a beleza natural, que por aqui é mato! Mas claro, posso emprestar...

 - Agora de longe, para que possam apreciar melhor a situação estonteante...

 (Ena, que ricas pernas!)

 - Pernas e dorso, olha a estrutura! Dose de estilo é o meu nome do meio, muito prazer.

- Corta!

(fotografias tiradas a 18 de março na serra que se estende a meio de Portugal)

01/01/2018

dia primeiro

 para saudar os primeiros raios de sol de 2018, vou e 

fotografo sempre as mesmas 

coisinhas, mesmo que meio de costas para 

 eu não as ver (com sol)


envelhecer 

fotografias tiradas na encosta do costume, a meio do Portugal acabadinho de entrar num muito feliz 2018, esperamos e desejamos. a todos.

12/11/2017

monotonia outonal

não na cor

não na textura

 não na pele (pois não?)

 mas no verso um aveludado

por falar nisso: envelheceremos juntos?


fotografias tiradas ao descer do sol, hoje, numa serra beirã, neste outono que está triste, está triste.